Problemas nos pés: Causas e principais tratamentos

Se você já andou notando diferenças em sua pisada, saiba que podem aparecer problemas.

O famoso PÉ CHATO: Ele é caracterizado por pouca ou nenhuma curvatura em sua sola. Pela sua flexibilidade elevada, o indivíduo está predisposto a tendinites nos tornozelos e lesões nos joelhos. Uma outra característica é a pisada pronada (para dentro). O aconselhado a se fazer é aprender a posicionar da maneira correta pernas e joelhos, executando exercícios como treinos com saltos, que tem objetivos de fortalecer e dar agilidade aos músculos das pernas.

PÉ CAVO: Caracterizada pela curvatura do arco plantar muito acentuada. E pela sua rigidez, acaba sobrecarregando a tíbia, deixando a pessoa mais vulnerável a fraturas ocasionadas por estresse. Para o trabalho é necessário fortalecer e alongar as panturrilhas. Alguns casos, também poderá ser necessário o uso de palmilhas de apoio.

10600513_814205031934309_3944364917998016124_n

Pisada SUPINADA: Voltada para fora, faz com que o impacto do peso do corpo da pessoa fique mal distribuído e concentrado em poucos pontos do pé, acarretando lesões em ossos de apoio e deixando a pessoa predisposta à inflamação dos tecidos de revestimento da planta do pé. O tratamento é feito através do uso de palmilhas e tênis apropriados para melhorar o equilíbrio e distribuição da tensão.

A PRONADA: Essa é voltada para dentro, sobrecarregando a parte interna da perna, levando ao comprometimento dos tornozelos, joelhos e inclusive a coluna. O que ajuda a ampliar o risco de tendinites, artrites e fraturas devido ao estresse. Tratamento recomendado é trabalhar a musculatura com exercícios de fortalecimento.

Para cada tipo de pé, existe tênis adequados por isso descubra o tipo do seu pé e solicite modelos especializados.

Descubra como corrigir os pés planos

Tratamento dos pés tortos

 

Comentários no Facebook