Onicomicose (Micose nas Unhas): O que é e como tratar?

Entenda como se manifesta a onicomicose, quais as suas causas e tratamentos

Popularmente chamada de micose de unha, a onicomicose origina-se de uma infecção fúngica que, hoje em dia, é relativamente comum, acometendo muitas pessoas na fase adulta e, principalmente, indivíduos da terceira idade. O problema pode aparecer tanto na unha dos pés quanto das mãos, sendo que diferentes fungos podem ser os causadores.

Um deles pertence ao grupo dos dermatófitos, os quais também são responsáveis por outras inflamações, como a chamada frieira (pé de atleta), sendo que acometem principalmente as unhas dos
pés. Já o grupo de fungos que pode provocar a micose de unha nas mãos são as leveduras.

Quanto aos sintomas da onicomicose, estão dor e desconforto, porém, muitas vezes, a pessoa pode não apresentar sinais nítidos e, quando o problema não for tratado, pode haver a destruição da unha. Outros sintomas que podem aparecer é a unha ficar mais espessa, frágil, distorcida, perder o brilho, escurecer o mesmo deslocar-se.

As pessoas que estão mais propensas a desenvolver esse tipo de micose são aquelas que costumam frequentar piscinas públicas, bem como vestiários, banheiros e chuveiros públicos ou de academias e
de outros locais onde haja grande tráfego de indivíduos. A explicação é que esses locais são perfeitos para os fungos se desenvolverem, isto é, são quentes e úmidos.

Além disso, os pés que possuem maiores chances de sofrerem com o problema são os que ficam muito tempo dentro de calçados abafados, ambiente que também é um chamarisco para os fungos se
proliferarem. No verão, a incidência é ainda maior, pois os pés suam mais ao usar meias.

Curiosamente, os pés saem perdendo por estarem no ponto mais distante do coração. Isso significa que eles não são tão bem vascularizados como as mãos, por exemplo. Dessa forma, os anticorpos e as
células de defesa não chegam a eles de forma tão rápida como em outros pontos do corpo.

Como tratar onicomicose e quais cuidados ter

Para evitar a micose de unha é importante frequentar os locais citados sempre usando chinelos e manter bons hábitos de higiene, como lavar bem as mãos e secá-las. Porém, para ser acometido pela
onicomicose, o indivíduo precisa ainda ter um corte ou lesão, por onde o fungo adentra na unha e se abriga.

Embora seja raro, é possível contagiar-se com a micose de unha por intermédio de uma pessoa que esteja com o problema. Mesmo assim, é importante seguir algumas dicas de segurança, como evitar o compartilhamento de lixas ou cortadores de unha. Há também os fatores de risco que facilitam o aparecimento da micose de unha, entre eles, ter frieira, diabetes mellitus, HIV, problemas imunológicos ou usar drogas imunossupressoras.

Pessoas com histórico familiar, idade avançada, psoríase e com problemas de circulação sanguínea dos membros inferiores também estão mais propensas. O mesmo serve aos atletas, já que os
problemas nas suas unhas são mais comuns.

Para o tratamento, é importante buscar um especialista, que vai indicar o medicamento ideal, em geral, antifúngicos orais. Não é recomendado tomar fármacos que não foram prescritos. Mesmo depois de
tratar, o cuidado é importante, pois as chances do problema voltar são de 50%.

Posted in:

Comentários no Facebook