Micose: Dicas básicas de prevenção

Beleza, cabelos, cuidados com a pele, rosto, mãos e principalmente unhas, estão entre as preocupações das mulheres e homens nos centros de estética. Estima-se que mais de 20% das pessoas com mais de 40 anos possuem as chamadas micoses de unhas (onicomicose).

Frequentemente elas surgem nos pés, mas também existem muitos casos da presença do fungo nas mãos. As micoses das unhas são infecções que se desenvolvem pela presença constante em ambientes úmidos ou quentes. Compartilhar piscinas e banheiras também favorece o surgimento das micoses das unhas. As micoses nas unhas são infecções que levam tempo entre meses ou até anos para se alcançar um resultados de cura e eliminação total do fungo. Esse tratamento inclui medicamentos para uso tópico, como esmaltes, ou ainda remédio via oral. A combinação dos medicamentos aumentam a eficácia de todo o tratamento.

Mas, o início do tratamento e qual a melhor forma de cura depende do diagnóstico médico, que vem de encontro com a descoberta de qual fungo é o causador da micose.

Em casos mais avançados de infecção o tratamento inclui medidas cirúrgicas, raspagem e ácidos.

Dicas para prevenção de micoses nas unhas

Dê atenção especial as unhas pelo menos uma vez na semana. As unhas quebradas, estragadas, sujas e sem cuidados aumentam a possibilidade de desenvolvimento de fungos causando a infecção e micose. Seque bem entre os dedos dos pés, as micoses se desenvolvem em lugares úmidos, e manter os pés e entre os dedos sempre bem seco evita a infestação dos fungos.

Evite andar descalços em lugares públicos, esteja sempre calçada com no mínimo chinelos.
Elimine os sapatos apertados do seu armário, a pressão exercida nos dedos causada pelos saltos altos ou sapatos de bico fino também machucam as unhas e não as deixam confortáveis, favorecendo o desenvolvimento dos fungos.

Essas são só algumas dicas para que você tenha seus pés e mãos livres de fungos e micoses, o importante é sempre estar atento ao surgimento de manchas e coceiras.

Posted in:

Comentários no Facebook